quarta-feira, outubro 05, 2005

Conclusões

1. Coisas inesperadas acontecem. Ex: um prego no carro quando você se dirige toda feliz ao aniversário de uma amiga na segunda a noite.

2. Existe preconceito no mundo. Ex: Alguns flanelinhas (maltrapilhos, evidentemente) estão trocando o pneu do carro pra você ( desesperada, evidentemente) e um senhor (que está dentro de um carro hiperimportado que passa na rua no momento) lhe chama e diz para você tomar cuidado que "isto está parecendo com roubo".

3. Existe gente boa no mundo; mesmo que o senhor do carro hiperimportado, que era delegado; tenha tomado a precaução de lhe alerta e feito o favor de descer do carro para "fazer medo" aos "possíveis" bandidos.

4. A gente quebra a cara e aprende. Aprende a prestar atenção nos buracos, e aprende a amar as pessoas. Principalmente.

5. A gente agracede por ter passado de cara por cima de um buraco, papocado os dois pneus da direita, ter sido parada pelo flanelinha e socorrida por ele, seus"colegas de trabalho", o mototaxista da esquina, o motorista da Secretaria de Ação Social que estava por perto, um senhor que tinha seu carro "pastorados" pelos rapazes e até por um delegado, que passava pela rua na hora do ocorrido.

FIM

5 comentários:

luazinha disse...

legal que estou participando desta conspiração Irracional extremamente interessante de um ser pensante..ou não. ei, mas eu NÃO SOU BOCÃO...olhe olhe sinhá cabrita...bjus ana c

luazinha disse...

testando

Thiago Braga disse...

Alô!!! Pq vc não seleciona a opção para qualquer um postar?

caxinho disse...

felizmente, imprevistos acontecem... mas tem uma coisa: o fim da história não era ali, não... algo me diz isso...

Paradoxo disse...

Cris, que bom saber que vc está viva! :-)
Thiago...me ensina a fazer isso, vc que já experiente.
Ju...a história nunca chega ao fim, mas a gente tem que parar e olhar pra trás pra poder contá-la. Embora ela continue acontecendo...muito embora. rs