quinta-feira, maio 08, 2008

:D

Eu não me basto e não me agüento.

7 comentários:

Bruna disse...

Frase sutilmente complexa...
Serve para como me sinto e para como existo, de verdade e virtualmente,

de verdade, com as pessoas e o resto, a frase é a mesma.

Virtualmente, diria:
Eu não me basto, e te leio, não me aguento, e escrevo.

: *

Julyana disse...

A intenção é essa: não bastar-se.

Parou de escrever por quê? Parece que a leitura só persegue os insatisfeitos...

Julyana disse...

Falta de atenção...

*leitura = escrita.

Tyr Quentalë disse...

Sei que há muito não vinha aqui, mas qual foi a minha surpresa ao ver que o Paradoxium clama por sua escritora?
Onde estás, minha cara amiga, porque deixaste a bloggosfera? Tenho visto que vc anda editando e pareces bastante ocupada, mas sintimos a falta de tua presença neste canto que tanto gostamis de ler.

Dolfo disse...

Ah que isso, todo mundo se suporta. : )

beijos!

Bruna disse...

Cof, cof.

Pó.

Bruna disse...

Giii,

Então te extravasa aqui!!